Direitos Reservados

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

19 de out de 2012

Querido amor.


     Querido, espero que aguarde esse espaço que há entre nós, esse abismo, oceano ou continente que impede um simples abraço ou toda uma vida juntos. Peço que compreenda que para poder te encontrar, ainda preciso me descobrir, me achar; como uma caça ao tesouro, eu preciso descobrir aquela minha parte preciosa que anda por ora em falta aqui no meu peito.Querido, espero que aguarde esse espaço que há entre nós, esse abismo, oceano ou continente que impede um simples abraço ou toda uma vida juntos. 
       Peço que compreenda que para poder te encontrar, ainda preciso me descobrir, me achar; como uma caça ao tesouro, eu preciso descobrir aquela minha parte preciosa que anda por ora em falta aqui no meu peito.
       Amor, não leve a mal, mas para entregar à você todo o amor delicado que cultivei comigo ao longo da minha vida, eu preciso expressar para mim, todo o meu poder de felicidade que ainda não está totalmente pronto para explodir. Eu preciso redesenhar minha estrutura, meu caminho de vida para enfim, dar-te minhas mãos para caminharmos à sós ao longo de nossas vidas. Antes de te receber em mim, na minha história, eu preciso escrever o meu passado, explicar detalhadamente como cheguei a conclusão de que era você aquele quem eu procurava desde o dia em que abri os olhos pela primeira vez, tendo a certeza de que era olhando para os seus olhos que eu queria fechar os meus para sempre.
      Quero que confie naquilo que para nós foste já destinado, antes mesmo que pudéssemos saber como se escreve a palavra amor, e que não tenhas medo quando os imprevistos acontecerem logo na sua chegada ao meu mundo. Prometo a ti, cuidar de tudo aos mínimos detalhes, me atentando que o que for feito ficará para sempre e que é o primeiro sorriso que vale, é a primeira impressão a que fica e que é o olhar de: “Finalmente te encontrei” que quero lhe passar quando o esperado dia chegar.
      Querido amor, que hoje estamos cá perdidos em espaços diferentes, ligados apenas pela mesma energia e procura e sabendo que há apenas um detalhe a mais que porá fim a duas vidas, para o início de uma só. 

A5cq2rhcuaacc0c_large

12 de out de 2012

Sim, elas procuram.


Sim, elas procuram. Procuram um homem para casar, e cá confesso por mim forte representante da ala feminista do século XXI, deixo registrado que até a mais ogra das mulheres procuram o seu Shrek e que sonham sim em se casar com tudo o que tem direito! Ela procuram sim, um homem para casar e amar para a vida toda, um homem que as levem para uma linda lua-de-mel em Paris, e que lembrem do aniversário de casamento. Sim, elas procuram um cara para ser pai dos seus filhos, um cara que paparique sua barriga e que queira trocar fraldas, que faça cursinho preparatório de pais e que as elogie, mesmo com 25 quilos a mais. Sim, parece muito para um homem só, mas o que elas querem também, elas não assumem, mas vivem a caça. Um homem que elogie seus cabelos e como ela está cada dia mais linda durante a semana e um cara que bata na bunda dela e a chame de gostosa nos finais de semana. O grande marido e pai de segunda à sexta e o maravilhoso amante cafajeste de sábado e domingo; E nada de coisas casuais depois do Zorra Total, tem que começar na hora que o sol está se pondo, quebrando os paradigmas da vida de casal, no quarto de sempre... Na cama de casal! Sim, elas procuram a inovação. Uma coisa na sacada, bem despojada. Largando as crianças lindas, na casa de algum parente, e se não tem filhos, hora de abrir os trabalhos!
       Elas querem um cara viril, aquele macho que não se cansa na segunda vez e nem que prefira ficar com a camiseta do pijama! Elas querem a selvageria da pia da cozinha com uma garrafa de vinho na mão, o inusitado no divã do escritório, aquela impossibilidade no corredorzinho a caminho do banheiro... Mas que fique claro, uma coisa mais cretina de sexta a noite até a hora do Fantástico acabar, no domingo, porque na segunda ele volta a elogiar a mãe dedicada, a esposa maravilhosa, que faz a melhor lasanha que ele já comeu...

     Não cair na rotina, nem deixar o fogo apagar, porque eles gostam das safadas que assumem seu lado promiscuo na cama, exigem ser satisfeitos, querem ter a certeza de que trocar todas, valeu por ela. Sim, elas procuram aquele cafajeste também, o cara bom de cama, pronto para fazê-las ir além do céu, que não deixe a barriga tomar  o espaço de um abraço, que se mantém aceso, mas pronto para trocar uma fralda, as três da manhã...

4 de out de 2012

E se...


                             * Texto especial, fã anônimo*
E se nós tivéssemos vivido o que só em meus sonhos aconteceu?


E se a minha fantasia fosse real, e nós tivéssemos consumado tudo aquilo que meus delírios adolescentes tiveram o prazer de criar?

Sabe aqueles pensamentos pecaminosos que a gente tem vergonha e ao mesmo tempo vontade de falar? São exatamente eles que estão guardados comigo há anos, esperando a hora exata de não serem ditos (afinal, o que você pensaria a meu respeito, se soubesse o que você causa em mim?).
São muitas interrogações pra respostas que nunca existirão, pois, a pesar de tantas delas ainda falarem alto dentro de mim, o tempo me obriga a soterrá-las com outras prioridades.
Mas a dúvida é muito grande e recorrente. E se nós dois tivéssemos consumado o ato que tanto sonhei e que a vontade tanto me tirou o sono, se, por vontade do sagaz destino, sua boca se encontrasse com a minha e se transformasse em um caloroso beijo, nossos corpos se aquecendo como ferro em brasa, seu corpo (mesmo que você pense o contrário) de proporções perfeitas colado ao meu, sua pele macia se esfregando na minha, e o arrepio que te sobe a nuca e domina seu corpo nu, quando eu beijasse tuas curvas perigosas. Meus delírios me levam a sentir nossos corpos colidindo por várias vezes num balé nunca ensaiado, mas executado com maestria, como parceiros que dedicaram suas vidas passa esse momento. Quando por fim, exaustos de tanto prazer, nos olhamos nos olhos, sorrindo como cúmplices de um crime perfeito, mais que perfeito...
Sei que é praticamente impossível esse devaneio se tornar real, porém, sonhar ainda é de graça. Por isso eu fico pensando: e se...