Direitos Reservados

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

22 de set de 2012

Amanhã é 23


205547170464103460_mhesycmh_f_largeExistem coisas que não devem ser lembradas, mas elas doem, e por mais que a gente coloque toda a maquiagem do mundo, no fundo, sabemos que ali por baixo do disfarce tem uma cicatriz, tem uma parte do seu corpo modificada, tem um pedaço seu que foi alterado. Existem certas dores que devemos tentar afogar numa mistura louca de álcool com remédios, ou em um abraço, ou num outro corpo qualquer. Mas aquela sutura não vai parar de sangrar, por mais que você tente amenizar as coisas, certos cortes feito a navalha nunca param de sangram, e fazer de uma forma masoquista você se lembrar que ela está ali, vermelha, ardente e olhando fixamente para o seu coração.  Amanhã tudo se resolve, mas hoje tudo faz um sentido incomum, faz as coisas parecerem mais vazias e cinzas. Amanhã tudo se esquece, a gente finge uma amnesia normal, mas hoje, aonde quer que ande, o que quer que diga ou faça, vai fazer doer, vai arrebentar, vai invadir sua alma como uma tempestade violenta e sedenta por destruição. Hoje, aproveitem e taquem pedras, usufruam da minha dor, se alimentem, malditos corvos, rebentem meu corpo para bicar meu coração. Só mais 24 horas e eu vou ressuscitar, só mais uns instantes até tudo não existir mais e acordarmos em outro mundo, numa ligação diferente, a da memória, aquela parte de coisas ruins que nos fortaleceram. Olha você ai! Escondido em algum lugar dentro de mim! Olha o dia 23 é como um novo plano, um muro em branco, pronto para ser pintado, com vontade de atrair as pessoas! Olha toda essa culpa, toda a dor, toda a decepção. Olha todos os sentidos, é pouca saliva para muita cara de pau! Não se culpe, até cacos de vidros emitem um brilho mágico, até o vermelho de sangue, tem uma coloração forte, que transmite pavor e vingança. Não se odeie, cuidado para não engasgar com seu próprio desprezo. Amanhã tudo será curado e não haverá mais nada com o que se preocupar. Hoje, odeiem-me, lembrem-se daquela assassinada, daquela parte que fora enforcada em praça pública. Mas elas ainda está aqui, e há um fantasma vagando por seu vazio que não a deixa fraquejar, não a deixa ser invisível, não a deixa desistir e por mais que ela não queira, está ali, pintada de vermelho, com a cara a mostra numa moldura. Uma obra de arte, feita no dia 22. 
   Amanhã é 23. Odeiem-me se quiser. O pior já passou. 

Tumblr_marmtzojqa1qei95oo1_500_large

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Divida conosco sua opinião, seu carinho e seu Pecado.
Deixe seu link.